21 de fevereiro de 2011

Evangelho (Mateus 16,13-19)

Naquele tempo, 13Jesus foi à região de Cesareia de Filipe e ali perguntou aos seus discípulos: “Quem dizem os homens ser o Filho do Homem?” 14Eles responderam: “Alguns dizem que é João Batista; outros que é Elias; outros ainda, que é Jeremias ou algum dos profetas”. 15Então Jesus lhes perguntou: “E vós, quem dizeis que eu sou?” 16Simão Pedro respondeu: “Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo”.

17Respondendo, Jesus lhe disse: “Feliz és tu, Simão, filho de Jonas, porque não foi um ser humano que te revelou isso, mas o meu Pai que está no céu. 18Por isso eu te digo que 19Eu te darei as chaves do Reino dos Céus: tudo o que tu ligares na terra será ligado nos céus; tudo o que tu desligares na terra será desligado nos céus”.

A pessoa do catequista!!!

Segundo vários documentos da Igreja, o Catequista é aquele que:

• Tem o objetivo de fazer amadurecer a fé inicial e de educar o verdadeiro discípulo de Cristo, mediante um conhecimento da Pessoa e da mensagem de Jesus.

• Na comunidade, se dedica ao trabalho de animar os seus irmãos no crescimento da fé e no seguimento de Jesus Cristo.

• Assume a vocação recebida no batismo, ou seja, proclamar o Reino de Deus.
• É enviado por Deus, constituído ministro da Palavra pelo poder do Espírito Santo.

• É chamado por Jesus Cristo, de maneira especial, a segui-lo, mestre e formador dos discípulos.

• Comunica mediante o testemunho, a palavra e o culto.

                                                    As qualidades do Catequista

• Ser uma pessoa com equilíbrio psicológico;

• Ter capacidade de diálogo, criatividade e iniciativa, saber trabalhar em equipe;
• Ser perseverante, pontual e responsável;

• Ser participativo, engajado nas atividades da paróquia, da comunidade e ter espírito de serviço;

• Ter vida de oração, leitura e meditação diária da Palavra de Deus;

• Ter espírito crítico e discernimento diante da realidade;

• Ser capaz de respeitar a individualidade de cada pessoa.

Isso não significa que exista uma pessoa que tenha todas essas qualidades, mas que devemos procurar desenvolvê-las no nosso dia-a-dia, pois se somos chamados, escolhidos por Jesus, Ele nos dá a graça para alcançá-las.

0 catequista exerce um verdadeiro ministério, isto é, um SERVIÇO. E como nos diz o documento Catechesi Tradendae (A Catequese Hoje) a "atividade catequética é uma tarefa verdadeiramente primordial na missão da Igreja".
Ninguém nasce catequista. Aqueles que são chamados a esse serviço tornam-se bons catequistas através da prática, da reflexão, da formação adequada, da conscientização de sua importância como educadores da fé.
O catequista não age sozinho, mas em comunhão com a Igreja, com o grupo de catequistas. O grupo de catequistas expressa o caráter comunitário da tarefa catequética. E com o grupo que ele revê suas ações, planeja, aprofunda os conteúdos, ora e reflete.

                                               Critérios para ser Catequista
O Papa João Paulo II nos diz que a Catequese é uma "tarefa verdadeiramente primordial da missão da Igreja. Que ela é convidada a consagrar à catequese os seus melhores recursos de pessoal e de energias, sem poupar esforços, trabalhos e meios materiais, a fim de organizar melhor e de formar para a mesma, pessoas qualificadas". (Ct, 15)
Em virtude da importância do catequista na vida da Igreja, é fundamental que se definam critérios para a sua escolha.Sendo assim e, respondendo aos anseios de nossos padres e catequistas, a Arquidiocese de Niteroí estabelece os seguintes critérios:

• Ser convidado e entrevistado pelo pároco ou coordenador para que o futuro catequista saiba que não estará sozinho e que sua missão está interligada à missão do pastor.

• Ter recebido os sacramentos de iniciação cristã: batismo, eucaristia e crisma. Ter no mínimo 16 (dezesseis) anos de idade.
• Comprometer-se em aprimorar a sua formação  Arquidiocesana de Catequese ? Capacitação Para Catequista (CPC).

• Se constituiu família, que tenha recebido o sacramento do matrimônio.

• Ter disponibilidade de tempo para participar das atividades da catequese,a formação, a preparação dos encontros catequéticos, a participação em reuniões e em celebrações litúrgicas.

• Cultivar o espírito de obediência e respeito às diretrizes referentes à Catequese.

.
"Ser catequista é ser jardineiro de gente!
sempre nos fala a nossa coordenadora Arcdiocesana
                        Irmã Inês"

Que tenhamos em nossa Arquidiosece pessoas que Amém JESUS e levem sua Palavra a todos os povos.
 Márcia Barcelos

19 de fevereiro de 2011

Jogo: Corrida de Palitos



Categoria: Cooperação, Trabalho em Equipe

Local de Desenvolvimento: Sala de aula ou ao ar livre

Idade: 5 anos e acima

Material necessário: Palitos de Fósforos

Habilidades ou Qualidades Trabalhadas: Reflexos, Cooperação, Trabalho em grupo, Habilidade manual, Concentração.

Formação: Crianças ficam à vontade, no ambiente ou sala.
Desenvolvimento: O Orientador designará dois alunos que farão o papel de chefe. Os participantes sob o comando dos dois chefes, dividem-se em duas fileiras iguais, dispostas em frente uma da outra. Cada chefe tomando posição numa das extremidades deverá segurar numa das mãos 20 ou 30 palitos. Ao sinal de início, passa-os para seu vizinho, constituindo o jogo em passar todos os palitos de criança a criança até chegar à última da fila, a qual, depois de recebê-los, deverá devolvê-los da mesma forma ao chefe. O palito que cair deve ser apanhado por quem o deixou cair. Vence, o grupo, cujo chefe recuperar primeiro todos os palitos.
Variante: Podemos usar tampinhas de garrafas, grãos, etc. O aumento do nível de dificuldade dá-se com objetos mais difíceis de segurar. Objetos pequenos devem ser evitados, especialmente em grupos de crianças muito pequenas.

17 de fevereiro de 2011

Bento XVI nosso querido PAPA

Bento XVI, o atual Papa. Foi eleito em 19 de Abril de 2005.Para os católicos, o Papa é o Sumo Pontífice e chefe da Igreja Católica, o Vigário de Cristo na Terra, o Bispo de Roma e o possuidor do Pastoreio de todos os cristãos, concedido por Jesus Cristo a São Pedro e, consequentemente, a todos os Papas. O Papa é aconselhado e eleito pelo Colégio dos Cardeais e, no governo da Igreja, é assistido pela Cúria Romana. Ele tem a sua sede (a cátedra de Pedro) em Roma e é também periodicamente aconselhado pelo Sínodo dos Bispos.
Entre outras funções, o Papa tem a missão de manter a integridade e fidelidade do depósito da fé, corrigindo se for necessário qualquer interpretação errada da Revelação divina vigente na Igreja. Para tal, convoca concílios ecuménicos ou então exerce pessoalmente a Infalibilidade Papal, que é uma prerrogativa dada aos Papas pelo Concílio Vaticano I. Este direito só pode ser usado para questões de fé e costumes (moral). Na Igreja Latina e em algumas das Igrejas orientais, só o Papa pode designar os membros acima do nível de presbítero.
Todos os membros da hierarquia respondem perante a Santa Sé, que significa o conjunto do Papa e dos dicastérios da Cúria Romana. Toda esta autoridade papal (Jurisdição Universal) vem da fé de que ele é o sucessor directo do Apóstolo São Pedro.

João Paulo II e o Terceiro Milênio

Pela primeira vez em quatro séculos e meio foi eleito um Papa que não tinha origem na Itália. O cardeal Karol Wojtyla, de origem eslava, para surpresa do mundo, é eleito para exercer um dos pontificados mais longos em dois mil anos de história da Igreja. João Paulo II realiza uma grande reforma na Igreja em extensão e profundidade com os olhos postos no Concílio Vaticano II do qual tomou parte, é considerado como o grande executor dos decretos do concílio e reformador da Cúria Romana.[carece de fontes?]
No seu pontificado foi reafirmada mais uma vez a doutrina imutável da Igreja em toda a sua amplitude. Em 1985 convocou uma Assembléia Extraordinária do Sínodo dos Bispos, "com a finalidade de aprofundar o ensinamento do concílio, promover o seu conhecimento e aplicação. Atendendo ao desejo dos Padres Sinodais "determinou a publicação de uma versão do Catecismo da Igreja (1992) e do seu Compêndio (2005) - póstuma - bem didática, que facilitasse a sua compreensão pelo homem moderno.
Determinou uma atualização do Código de Direito Canônico, promulgando um novo em 1983, para que a nova legislação canônica se tornasse um meio eficaz para que a Igreja possa aperfeiçoar-se, de acordo com o espírito do Vaticano II, e cada dia esteja em melhores disposições de realizar a sua missão de salvação neste mundo. (Const. Apostólica Sacrae disciplinae leges)
Enfrentou os problemas morais, sociais e filosóficos do seu tempo sobre todos manifestando de modo claro o Magistério da doutrina católica[carece de fontes?]. Combateu o comunismo e é apontado como o principal responsável pela "Queda do Muro de Berlim" e pela dèbacle dos regimes da "Cortina-de-Ferro"[carece de fontes?], foi um crítico do materialismo, do consumismo, do hedonismo, do antinatalismo, do aborto, do capitalismo selvagem e do marxismo. Afirmou que o principal capital da empresa são os seus empregados e que estes precedem em importância ao capital e ao lucro.[10]

Origem da Igreja

A Igreja Católica acredita que a sua História remonta a Jesus Cristo e ao Apóstolo Pedro, a quem, segundo a doutrina católica, Cristo prometeu o Primado da Igreja fundada por Ele: "Sobre esta pedra edificarei a minha Igreja". Os católicos acreditam também que Jesus entregou a São Pedro a autoridade suprema da Igreja: "Dar-te-ei as chaves do Reino dos Céus" (cf. Mt 16, 17-20), facto confirmado por Jesus depois da sua ressurreição: "Apascenta os meus cordeiros" (cf. Jo. 21, 15-17). Estes são alguns dos versículos da Bíblia que os católicos usam para defender que Jesus teria apontado Pedro, depois Bispo de Roma, e seus sucessores, como fundamento e cabeça visível de toda a Igreja.[4][5]

15 de fevereiro de 2011

Deus é Fiel!

Só quem prova a fidelidade de Deus entende o sentido desta frase.


" Na minha vida tudo acontece

Mas quanto mais a gente rala, mais a gente cresce...

A vida me ensinou a nunca desistir

Nem ganhar, nem perder mas procurar evoluir

Podem me tirar tudo que tenho

Só não podem me tirar as coisas boas

Que eu já fiz pra quem eu amo."
(Charlie Brow Jr)



Em alguns momentos, na minha vida, tenho provado as delícias da Fidelidade de Deus. Não sou perfeita, mesmo assim coloco objetivos, corro atrás, nunca desisto e tenho conseguido obter êxito em tudo que empreendo. Nos momentos mais díficeis converso com Deus, peço uma posição, uma solução, afinal sou filha, sou missionária. Com a certeza de que Deus sabe o que faz, tranquilizo-me, sabendo que na hora certa, o que for melhor para mim vai acontecer.
Isto é Fé.
E Deus tem sempre retribuido.

Isto é Fidelidade.

A Fidelidade de Deus é uma resposta para o ato de nossa fé.

Neste momento, onde estou colhendo alguns frutos que plantei, reguei e cuidei por muito tempo, venho aqui em público e afirmo:

                                                                  Deus é Fiel!

Os nossos livros de 2011

LIVRO DO 1ªANO

LIVRO DO 2ª

PRÉ CATEQUESE 7 ANOS

LIVRO CATEQUISTA PRÉ 7 ANOS

14 de fevereiro de 2011

**Entrevista concedida a jornalista Maria Auxiliadora (Lila).

                                                  Catequese com estilo catecumenal




NO DIA 13 DE FEVEREIRO,Encontro de PERSEVERANÇA , que teve como tema
 “Catequese Catecumenal”.
O evento aconteceu no auditório do centro pastoral em Araruama e reuniu catequistas de várias Paróquias

O padre Antonio Francisco Lelo . Ele é autor de vários livros sobre catequese catecumenal e considerado, atualmente, um importante estudioso e disseminador dessa nova forma de catequizar da igreja católica.
Antonio Francisco Lelo nasceu em Varginha (MG). É presbítero licenciado em Filosofia e Pedagogia, e doutor pelo Instituto Superior de Liturgia na Faculdade de Teologia da Catalunha (Espanha). Trabalha como editor assistente com as irmãs Paulinas, na catequese e na liturgia e nos finais de semana ajuda a Igreja Armena, do Arcado Armeno Católico, em São Paulo. Dedica-se à pesquisa e implantação da catequese com estilo catecumenal.

                                            Retirei da internet essa entrevista:
                               A Pastoral da Comunicação da Paróquia São Rafael
** entrevistou Padre Lelo, que falou sobre essa nova forma de iniciação cristã, veja na íntegra:
Pascom: O Senhor veio dar uma formação aos catequistas da Arquidiocese sobre a catequese com estilo catecumenal, o que seria isso?
Padre Lelo: A catequese catecumenal é uma nova postura da Igreja diante do fenômeno do pluralismo religioso que nós estamos enfrentando, onde a fé passa não mais a uma fé transmitida pela família, mas uma fé que se dá pela opção de cada um de ser cristão. Então, dá-se uma mudança muito grande na busca religiosa das pessoas, que não querem apenas o sacramento pelo sacramento, mas antes do sacramento há a necessidade de percorrer um caminho de fé, de transformação pessoal em Cristo, o que nós chamamos de catecumenato, de seguimento de Cristo.
Pascom: Como o catequista de adultos deve agir, com base na catequese catecumenal, quando chegam pessoas que querem receber os sacramentos com urgência?
Padre Lelo: O que a gente deve é ajudar as pessoas a compreender, se é um noivo ou uma noiva que já tenha a data marcada do casamento e quer a todo custo ser batizado, o que a gente aconselha é que ela se case na Igreja com a pessoa e peça uma licença ao Bispo, chamada Disparidade de Culto. O casamento que se dá entre um batizado e um não-batizado, no caso vamos supor, o noivo ou a noiva não é batizado, então faça o casamento na forma canônica como a gente tem costume de ver, com a dispensa do Bispo e depois disso, propor para aquele noivo ou para aquela noiva que ela percorra um tempo de amadurecimento da sua fé na catequese.
Pascom: O Senhor falou durante sua palestra que a forma de catequese da Igreja é fragmentada, como sendo, Pastoral da Catequese de Adulto, Catequese de Criança e Pastoral da Crisma, essa catequese catecumenal quer unir esses três sacramentos em uma só coisa?
Padre Lelo: Então, quando na Igreja nós falamos iniciação cristã, nós estamos falando de três sacramentos que são comuns a todo cristão, ou seja, Batismo, Confirmação e Eucaristia, esses três sacramentos são comuns para todos e são esses três sacramentos que produzem a identidade cristã. Então, não há como fugir deles. Agora esses sacramentos, com o passar dos anos, pela história da Igreja, eles foram separados um do outro. Na Igreja antiga, no século IV, esses três sacramentos eram dados em conjunto, na Vigília do Sábado Santo para o adulto que tinha percorrido um caminho de fé, de preparação para aquela noite, chamado catecumenato. Hoje em dia, esses três sacramentos ficaram separados. Então, numa Paróquia o que a gente tem aconselhado é que a Paróquia volte a trabalhar com os catequistas, tanto do batismo de crianças, quanto da primeira comunhão, quanto da crisma, quanto da catequese de adultos, numa única pastoral, porque todos esses agentes estão envolvidos com um único objetivo que é o da iniciação cristã, que já é completa com a catequese e a celebração dos três sacramentos.
Pascom: Após os três dias com suas palestras o senhor espera o que dos participantes, quando saírem daqui, com um novo pensamento, uma nova forma de agir para catequizar?
Padre Lelo: Na Igreja as coisas não acontecem tão rapidamente assim. Então, eu conversei com o clero da Arquidiocese, estavam presentes, além do Bispo, mais quarenta e oito Padres Párocos da Arquidiocese e agora já é a segunda vez que eu venho, eu já vim em fevereiro falando sobre o mesmo tema, agora venho repetir um pouco mais avançado, o que nós tratamos inicialmente, ou seja, é um caminhar, na medida em que os agentes, as comunidades, os padres vão se conscientizando de que uma nova forma de fazer iniciação cristã é possível, é querida e é necessária para compreender e atingir o ser humano na nossa sociedade de hoje. Então, é um passo a mais.

Pascom: Os Padres também recebem essa formação?
Padre Lelo: Hoje nós conversamos com eles e há, ainda, a idéia desse processo continuar. Ainda a equipe vai estudar juntamente com o Arcebispo qual é o próximo passo que deverá ser dado com os padres.



Pascom: Essa catequese catecumenal tem um período mínimo?

Padre Lelo: Então, nós temos que distinguir alguma coisa. Essa catequese catecumenal, ela se dá propriamente com aqueles adultos que foram batizados e não completaram a iniciação, e se dá com aqueles adultos que não foram batizados, isso é um tipo, e essa catequese catecumenal, ela também influencia o batismo de crianças, a primeira comunhão de crianças e a crisma de jovens, por conta de quê? Por conta dos elementos que estavam presentes na iniciação cristã antiga, do primeiro ao quarto século, e que hoje nós perdemos de vista e que eles são fundamentais para a gente compreender os sacramentos hoje. Por exemplo, a centralidade da Páscoa de Cristo, a necessidade de que seja uma catequese sempre mais bíblica, sempre mais unida com a liturgia, ou seja, aquilo que nós celebramos na Igreja, aquilo que nós proclamamos no evangelho, que nós estudamos na catequese, tudo isto forma um conjunto e esse conjunto está orientado para que a pessoa forme uma personalidade cristã, que se vai dando no caso da catequese por etapas, aos poucos, desde o batismo de crianças, a catequese da eucaristia e a catequese da crisma, nesse processo o papel, a atuação dos pais e da família é imprescindível.
Pascom: É uma questão de não terminar nos sacramentos? Seria de conscientização para que as pessoas continuem, preparar o cristão para continuar e não parar nos sacramentos, diferente do que acontece hoje na Igreja Católica?
Padre Lelo: A grande mentalidade nossa é de buscar o sacramento pelo sacramento. Eu quero que meu filho seja batizado. Padre meu filho vai fazer a primeira comunhão quando? Ou então, quando vai ser a crisma do meu filho? Ou seja, é importante o sacramento isolado do seguimento de Cristo, essa mentalidade, para aqueles que estão me escutando que procure avaliar. Somente isto não basta, por quê? Mais do que receber um ou outro sacramento o importante é a pessoa se conscientizar do significado de ser cristão e de viver a fé na comunidade cristã, quer dizer, sem essa adesão, sem esse compromisso, de viver a fé todos os dias da própria vida, simplesmente receber este ou aquele sacramento é algo muito pontual, que não leva a lugar nenhum.
                              retirei da internet essa entrevista
                                       Márcia

Catequese

O livro indicado é de Antonio Francisco Lelo. O assunto CATECUMENTATO está sendo abordado, muito, mas formações com catequistas em todo o Brasil. Mesmo assim, a maioria nem sabe do que se trata. O livro é uma boa oportunidade de aprendizado

CALENDARIO 2011 DE NOSSA PASTORAL

                                       OS DE COR VERMELHA JÁ ACONTECERM!!

                                             Calendário da Pastoral catequese - 2011

Inicio da inscrição – 30/01/2011 após as missas


Reunião de catequistas 10/02/2011 ás 20:00 após a missa


ENCONTRO PARA CATEQUISTA DA PERSEVERANÇA
DIA 13/02/2011 ARARUAMA 09h00min AS 17h00min COM PADRE LELO ARQUIDIOCESE


Reunião com pais – 28/02/2011 ás 19h00min no salão paroquial


Envio dos catequistas-27/02/2011 ás 09:30 infantil 19:00adulto


Inicio da catequese - 09/03/2011 ás 08h30min com missa de cinzas


FORMAÇÃO PARA CATEQUISTA INFANTIL ARQUIDIOCESANO
DIA 3/04/2011 SÃO CRISTOVÃO 09h00min AS 17h00

Formação de pais 27/04/2011(QUARTA FEIRA) ás 19h00min palestra com convidado?DIÁCONO


Comemoração das mães -08/05/2011 café da manha com apresentação das fases e um lanche
              (ver baile fantasia nesta data no lugar do fim de ano)

Festa junina – 25 e 26/06/2011 paroquial com apresentaçãode danças tipicas por fases e comunidades.
                                        reunião dia 6/04/2011 19:00 no salão

ENCONTRO DE CATEQUISTAS DO CATECUMENATO E CRISMA
DIA 17/06/2011 IGUBA 13h00min AS 17; 00

Recesso da catequese – 10/07/2011

ENCONTRÃO DA CATEQUESE 2ªANO ARQUIDIOCESANO
10/07/2011 SÃO CRISTOVÃO 13:00 ás 17:00hs

Retorno da catequese – 03/08/2011

RETIRO DE COORDENADORES DA CATEQUESE, CATECUMENATO, CRISMA ARQUIDIOCESANO 7/08/2010 RIO BONITO 09h00min AS 17h00min

Comemoração dos pais – 14/08/2011 09h30min só na missa

Gincana Bíblica – 10/09/2011 (encontrão)

Reunião dos pais 16/09/2011. Assunto: Eucaristia ás 19h00min

Passeio da bandeira maior pontuação ___ /10/2011

Passeio da bandeira segunda pontuação ___/10/2011

Passeio da bandeira terceira pontuação ___/10/2011

Comemoração do dia da criança Baile fantasia– 15/10/2011 )18h00min

1ª reunião pais p/ batismo 21/10/2011 após cateq. Para ver documentação,taxa,roupa,etc...

2ª reunião pais e padrinhos p/ batismo 28/10/2011 (past. do batismo) ás 19h

3ª reunião pais e padrinhos p/ batismo 5/11/2011 (ensaio com padre) ás 09;00

Batismo da catequese 6/11/2011 ás 09h30min

Retiro 1ªEucaristia – 19/11/2011

Confissão – 07/12/2011

Ensaio da 1ª Eucaristia – 10 /12/2011

Encerramento da catequese 10/12/2011

1ª Eucaristia – 11/12/2011



Reunião de catequista todo 2ª sábado de cada mês ás 10:00(após catequese)

Se faltar o que decidiram os que estavam presentes será feito sem reclamações. Ok?

UMA MUDANÇA NA CATEQUESE!!!

ONTEM DIA 13/02 FOMOS PARTICIPAR DO ENCONTRO DE CATEQUISTAS DA PERSEVERANÇA  EM ARARUAMA.
UMA PALESTRA COM PADRE LELO QUE FALOU DA NOVA PROPOSTA DA CATEQUESE CATECUMENAL E APRESENTOU O LIVRO QUE IREMOS USAR E FACILITOU ASSIM NOSSAS BUSCA PARA ENCONTROS COM OS PAIS,TEREMOS ESSE ANO EM NOSSA PARÓQUIA ENCONTROS DE FORMAÇÃO DE PAIS...
                                                                      IRMÃ ELISA
                                             LAURO,DORES,ANA,EU,IRMÃ ELISA,NANA

Nova catequese!

A nossa querida catequese está de cara nova!Sim agora voltou a se chamar INICIAÇÃO CRISTA!E por que está sendo unida toda a catequese infantil , adulto e crisma de novo são uma só se e que algum dia andou separada porque em nossa paróquia eu sempre estive a par de tudo que fazem ,pode ser porque sou chereta e fuxico tudo ou porque já foi coordenadora geral e não perdi o habito...emfim somos um só com varios membros e como se fosse a mão de JESUS e seus dedinhos pois e assim que vejo a catequese .
A CATEQUESE CATECUMENAL:PROPÕE A INICIAÇÃO CRISTÃ COMO MANEIRA PRÁTICA DE COLOCAR OS FAMILIARES DE NOSSOS CATEQUISANDO EM CONTATO COM JESUS FORMANDO ASSIM NOVOS DICIPULOS .NÃO HAVERÁ MAIS IDAS E VINDAS PARA RECEBER SOMENTE OS SACRAMENTOS TEREMOS UMA FORMAÇÃO MAIS CONTINUA ONDE A PASTORAL DA INICIAÇÃO CRISTÃ QUE É BATISMO,INICIAÇÃO CRISTÃ PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES E INICIAÇÃO CRISTÃ PARA JOVENS E ADULTOS E O CATECUMENATO EUCARISTICO NESTA NOVA FASE DA INICIAÇÃO A FAMILIA AGORA PRESCISA PASSAR A INTEGRAR O PROCESSO EM FORMA DE UMA CATEQUESE ADULTA QUE APROFUNDE SEU VERDADEIRO COMPROMISSO COM SEGUIDORES DE CRISTO.NÓS AQUI EM NOSSA PARÓQUIA ESTAREMOS BUSCANDO O AUXILIO DA PASTORAL FAMILIAR COM SUAS PALESTRAS PARA CONSEGUIR NOSSO OBJETIVO QUE E A FAMILIA NA CATEQUESE....

10 de fevereiro de 2011

JESUS CELEBRA A PÁSCOA.

O SER HUMANO DE TODAS AS ÉPOCAS E DE TODOS OS POVOS BUSCAM DEUS CONFORME O ANUNCIO DO PROFETA E DE SÃO PAULO (AT 17,24-28)
DEUS FALANDO A MOISES,DETERMINOU COMO O POVO DEVERIA CELEBRAR A PÁSCOA.ISRAEL ATÉ HOJE CELEBRA A FESTA DA LIBERTAÇÃO DE SEU POVO.DEUS DISSE A MOISÉS:"ESTE IA SERÁ PARA VÓS UM MEMORIAL,E O CELEBRAREIS COMO UMA FESTA PARA IAHWEH,NAS VOSSAS GERAÇÕES A FESTEJAREIS;É UM DECRETO PERPÉTUO"(EX12,14).