10 de novembro de 2014

MINISTÉRIO DO INTRODUTOR DO CATECUMENATO

FORMAÇÃO DE INTRODUTORES DO VICARIATO LAGOS EM           
BACAXA - RJ..

Quem é o introdutor?
Semeador que prepara o terreno para que a fé possa florescer e dar frutos.
= Anuncia o querigma, com seus principais conteúdos
O introdutor é o evangelizador que encaminha aqueles que querem se preparar para receber os Sacramentos da Iniciação Cristã. (IVIC)
O introdutor atua na fase do PRÉ-CATECUMENATO.   Amigo de caminhada que ajuda o simpatizante a abrir o coração ao amor e à graça de Deus!
Porque a Igreja precisa formar cristãos verdadeiramente convertidos, que testemunhem no dia-a-dia a sua fé
Como continuar concedendo os Sacramentos àqueles que, apesar do ‘curso’, não demonstram mudança de vida e de mentalidade, enfim, não alcançaram a maturidade na fé?”
E nós, como cristão e introdutor, buscamos a conversão diária e
 um amor sempre maior a Deus e ao próximo???
Em todas as pastorais, associações e movimentos. Em especial, naqueles que recebem pessoas ainda não evangelizadas, devem  haver introdutores.
É significativo que a Iniciação cristã seja uma espécie de catalizadora da Pastoral de Conjunto, já que o Batismo é a fonte de toda vida e missão cristãs.
Um INTRODUTOR se caracteriza
  1.  Por ser uma pessoa de fé bastante firme, reconhecida por toda a comunidade              
  2.  Que já tenha recebido os Sacramentos da Iniciação Cristã: Batismo, Eucaristia e Crisma,
  3. Um INTRODUTOR se caracteriza por ser um participante ativo na vida da comunidade,
  4. Por ser constante  na vida litúrgica e assíduo à confissão sacramental e à comunhão eucarística
  5. Um INTRODUTOR se caracteriza
  6. Por ser uma pessoa orante,     
  7. (6) atenta à Palavra de Deus e ao que esta Palavra nos comunica nos fatos da vida cotidiana, atenta à mensagem de Deus a si mesmo e aos irmãos,    
  8. Por ser fiel ao Magistério da Igreja com seus ensinamentos e dogmas, e não aos seus “achismos”
  9. Que respeite as pessoas, independentemente da origem ou posição religiosa.
  10. Por ser uma pessoa amiga dos irmãos e irmãs; que não seja dada a fofocas e inimizades;
  11. Por ser solidário com os mais necessitados, pobres, doentes, enfim, com todos que procuram ao Cristo.
  12. Por ser aberto à religiosidade popular,
  13. E simples no relacionamento pessoal. 
O INTRODUTOR NÃO É...

Ministro do acolhimento
catequista
psicólogo

É o amigo que, partilhando sua própria experiência, vai ajudar o candidato a caminhar na fé e a firmar uma relação pessoal com Deus e com a comunidade
O introdutor precisa estar pronto para se deparar com as seguintes situações delicadas:
Abertura ao diálogo ecumênico e interreligioso: saber lidar, com respeito, com os advindos de outras práticas religiosas.
Estar pronto para tirar as dúvidas e avaliar constantemente, se a pessoa já está deixando aos poucos suas antigas crenças.
Esclarecer sobre as possíveis dificuldades ou impedimentos para que o adulto possa prosseguir, especialmente, na questão conjugal.
O Espírito Santo nos iluminará nesta missão!