5 de outubro de 2010

Mês das missões

"O desejo de anunciar o Evangelho nasce de um coração enamorado por Jesus, que anela ardentemente que mais pessoas possam receber o convite e participar do banquete das Bodas do Filho de Deus. (cf. Mt 22,8-10). De fato, a missão é o desbordar da chama de amor que se inflama no coração do ser humano, que, ao abrir-se à verdade do Evangelho e deixar-se transformar por ela, passa a viver a sua vida – como dizia São Paulo – 'na fé do Filho de Deus que me amou e se entregou por mim' (Gal 2,20). Conseqüentemente, o chamado à missão não é algo destinado exclusivamente a um restrito grupo de membros da Igreja, mas um imperativo dirigido a cada batizado, um elemento essencial de sua vocação" - ressaltou o Papa.


"A vocação cristã é, por sua própria natureza, vocação ao apostolado" e nesse sentido, um dos compromissos centrais da V Conferência Geral do Episcopado da América Latina e do Caribe "foi despertar nos cristãos a consciência de discípulos e missionários, resgatando a dimensão missionária da Igreja ao convocar a Missão Continental" – disse ainda Bento XVI.