7 de dezembro de 2010

ADVENTO! TEMPO DE ESPERA !


A Coroa de Advento tem a sua origem em uma tradição pagã européia. No inverno, acendiam-se algumas velas que representavam o "fogo do deus sol" com a esperança de que a sua luz e o seu calor voltassem. Os primeiros missionários aproveitaram esta tradição para evangelizar as pessoas. Partiam de seus próprios costumes para ensinar-lhes a fé. Assim, a coroa está formada por uma grande quantidade de símbolos:


A forma circular: O círculo não tem princípio, nem fim. É sinal do amor de Deus que é eterno, sem princípio e nem fim, e também do nosso amor a Deus e ao próximo que nunca deve terminar. Além disso, o círculo dá uma idéia de "elo", de união entre Deus e as pessoas, como uma grande "Aliança".

Os ramos verdes: Verde é a cor da esperança e da vida. Deus quer que esperemos a sua graça, o seu perdão misericordioso e a glória da vida eterna no final de nossa vida. Bênçãos que nos foram derramadas pelo Senhor Jesus em sua primeira vinda entre nós, e que agora, com esperança renovada, aguardamos a sua consumação, na sua segunda e definitiva vinda.

As quatro velas: As quatro velas da coroa simbolizam as quatro semanas do Advento. No início, vemos nossa coroa sem luz e sem brilho. Nos recorda a experiência de escuridão do pecado. A medida que se vai aproximando o Natal, vamos ao passo das semanas do Advento, acendendo uma a uma as velas representando assim a chegada, no meio de nós, do Senhor Jesus, luz do mundo, que dissipa toda escuridão, trazendo aos nossos corações a reconciliação tão esperada.

Rito da coroa do Advento

1º DOMINGO DO ADVENTO

Comentarista: (Após o Canto de Entrada, depois de o sacerdote acolher a comunidade e antes do Ato Penitencial. OBSERVAÇÃO: A coroa já deve estar no Presbitério, ou se não houver lugar nele, em lugar de destaque, mas nunca em frente ao altar)

Encontramos, hoje, no presbitério, a Coroa do Advento. Hoje começamos a preparação da nossa comunidade e do nosso coração para acolher Jesus Menino, sinal de nossa grande esperança.

A coroa do Advento é a expressão visual da esperança. O verde simboliza a esperança do povo no Rei que vem. Esperança de que ele seja diferente dos demais, que oprimem, escravizam e dominam. Esperança de um libertador que caminha com seu povo. As fitas vermelhas lembram o amor de Deus por seus filhos e filhas. Os cristãos, preparando-se para sua festa de luz e de vida, a natividade do Salvador, e passaram a acrescentar uma luz a cada domingo do tempo cristão do Advento. Essas luzes relembram a escuridão do mundo pecador antes do Salvador, a promessa da Salvação, a preparação para o Messias pelos profetas e, finalmente, a Virgem que deu à luz a um filho chamado Emanuel: Deus Conosco.

A coroa, um círculo sem início e sem fim, simboliza a eternidade. Os ramos verdes simbolizam a vida e a esperança. As velas representam os séculos de escuridão, cada uma aumentando a luz até o Natal, quando comemoramos o nascimento de Jesus, a Luz eterna

Sabendo que as quatro velas representam os principais personagens lembrados no Advento, queremos cantar com a entrada da primeira vela (Entra a vela roxa), lembrando o profeta Isaías, que profetizou a justiça, para que esta profecia aconteça em nossos dias.
Bênção da Coroa

Cel.: A nossa proteção está no Nome do Senhor.

Todos: Que fez o céu e a terra.

Cel.: Oremos: Ó Pai, em quem todas as coisas são santificadas, abençoai esta coroa e concedei a nós que usamos seu símbolo a graça de preparar nossos corações para o Advento do vosso Filho. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Todos: Amém.

(O celebrante asperge, então, a coroa com água benta). Segue-se o Ato Penitencial.

2º DOMINGO DO ADVENTO

Comentarista: Mais uma vez, nós nos encontramos diante da Coroa do Advento para recordar o significado deste tempo litúrgico.

Estamos nos preparando para celebrar a festa de luz e de vida: o Nascimento do Salvador! Acrescentamos uma luz a cada domingo deste tempo para que relembremos a escuridão do mundo pecador antes do Salvador, a promessa da salvação, a preparação para a vinda do Salvador e o nascimento do Emanuel, Deus Conosco. A coroa, um círculo sem início e sem fim, simboliza a eternidade. Os ramos verdes simbolizam a vida e a esperança. As velas representam os séculos de escuridão, cada uma aumentando a luz até o Natal, quando comemoramos o nascimento de Jesus, a Luz eterna.

Portanto, preparemo-nos e estejamos vigilantes para receber o Senhor que nos virá. Roguemos de modo especial a Nossa Senhora, para que a Mãe de todos os homens nos ajude a nos preparar para a vinda do seu Filho que vem!

(Entra a vela verde ou azul) - Lembrando João Batista, acolhemos a segunda vela, que simboliza o pedido de conversão, e pedimos que haja em todos nós um forte desejo de preparar os caminhos do Senhor.
Cel.: (Após acender a vela, faz-se a seguinte oração) Oremos: Senhor, acendemos as velas desta coroa para que possamos preparar nossos corações para o advento do Vosso Filho. Por intercessão da Vossa Mãe Santíssima, a Imaculada Virgem Maria, protegei-nos dos maus costumes e inflamai nossos corações a uma contínua conversão de vida, para que, servindo a vós em nossos irmãos, possamos fugir da escuridão do pecado e ir ao encontro do nosso Salvador, Jesus Cristo, que vive e reina na unidade do Espírito Santo.

Todos: Amém.

(Segue-se o Ato Penitencial)

3º DOMINGO DO ADVENTO

Comentarista: Celebremos mais uma vez o rito da Coroa do Advento e acendamos mais uma das suas velas. Assim, reconhecemos que o Senhor está próximo de nós. Recordemos que a luz destas velas deve espantar as trevas do pecado em nossas vidas e levar-nos a uma conversão sincera e total.

(Entra a vela rosa) - Na terceira vela, pensamos em Maria, a Estrela da Manhã, que anuncia a vinda do Sol da justiça. Para que tenhamos sempre confiança na construção de uma nova sociedade, cantemos

Cel.: (Após acender a vela, faz-se a seguinte oração) Oremos: Senhor, acendemos as velas desta coroa para que possamos preparar nossos corações para o advento do vosso Filho. Protegei-nos dos maus costumes e inflamai nossos corações a uma contínua conversão de vida, para que, servindo a vós em nossos irmãos, possamos fugir da escuridão do pecado e ir ao encontro do nosso Salvador, Jesus Cristo, que vive e reina na unidade do Espírito Santo.

Todos: Amém.

(Segue-se o Ato Penitencial)

4º DOMINGO DO ADVENTO

Comentarista: Pela última vez, antes de mais um Natal, celebramos o rito da coroa do Advento, que representa a expectativa que a humanidade vive: esperar o Salvador.

Jesus está a caminho de nossa casa. Mas ele é criança e não viaja sozinho. Ele chegará no colo de sua Mãe. Hoje, Nossa Senhora continua indo de casa em casa para oferecer a todos, o presente da vida e da esperança, que é o seu Filho, Jesus Cristo. Olhe para ela e você ficará sabendo como é que se cumpre a vontade do Pai, como é que se recebe o Cristo, como é que nós nos devemos colocar a serviço dos irmãos. Nem eu, nem você merecemos tanta graça. Mas ela virá, e não virá sozinha, porque esta é a missão que o Pai lhe confiou: trazer o Cristo para a nossa casa.

(Entra a vela branca) - A quarta vela lembra o próprio Messias, o Salvador, que é a luz do mundo. Para que ele continue morando em nosso meio, iluminando nossos caminhos, sobretudo os dos mais necessitados, cantemos:

Cel.: (Após acender a vela, reza-se a seguinte oração ) Oremos: Senhor, acendemos as velas desta coroa para que possamos preparar nossos corações para o Advento do vosso Filho. Protegei-nos dos maus costumes e inflamai nossos corações a uma contínua conversão de vida, para que, servindo a vós em nossos irmãos, possamos fugir da escuridão do pecado e ir ao encontro do nosso Salvador, Jesus Cristo, que vive e reina na unidade do Espírito Santo.

Todos: Amém.

(Segue-se o Ato Penitencial)

Fonte: Redação Portal Católico